Literatura

#12mesesdePoe: Berenice

Reprodução: Google




Conto Berenice
Autor: Edgar Allan Poe
Minha classificação: ★★★★ (4/5)
O conto
O jovem Egeu, nosso narrador-personagem, irá nos contar sobre a sua história, e começa escrevendo sobre si, sobre como foi o seu nascimento e a morte de sua mãe, como é a sua personalidade e as doenças que o cerca desde pequeno. Também nos é apresentada a prima Berenice, uma garota alegre, cheia de vida, que esbanja simpatia e disposição por todo o lugar onde caminha, e diz que a moça é exatamente o seu oposto, de acordo com essas e outras características. 
Tudo muda quando Berenice enfraquece e cai doente em uma cama, perdendo todo aquele brilho que as pessoas tanto admiravam. Porém, não para todas. Depois que ficou doente, pálida e extremamente magra, despertou em Egeu uma paixão que antes era desconhecida para ele. Como sabia que a prima já havia o amado, Egeu viu uma grande oportunidade e aproveitando-a pediu Berenice em casamento.
Em um dia enquanto passava a tarde em seu escritório, Berenice apareceu repentinamente à porta, com uma apatia acima do normal, parecendo mais com um vulto do que com uma pessoa. Mas, não foi isso que chamou a atenção do homem, e sim os dentes da moça. Dentes brancos, grandes e brilhantes. E a partir desse momento, só esses dentes vinham a sua mente.

Minha opinião
Lembrando que eu sempre faço mini resenhas dos contos, falando o básico e o começo de cada um, sem revelar o final ou o clímax da história. Acredito que o melhor da leitura é a descoberta, e deixo isso para vocês.
Eu acabei caindo na bobeira de assistir a minissérie Contos de Edgar antes de ler este conto, e o primeiro episódio é baseado nele, então, quando fui ler o conto, o final já ecoava em minha cabeça durante toda a história, mas por outro lado isso não afetou negativamente a minha experiência e surpresa durante a leitura, consegui balancear bem o que eu lia com o que eu já sabia e a expectativa continuou grande.
O final é surpreendente. O clima que domina todo o conto tem um leve ar de suspense, dando medo do que poderá ser exposto para nós a cada linha. Nós nos vemos através do narrador, nos sentimos em sua pele e em todo o seu desespero. 
Me surpreendo com a escrita do Poe a cada conto que leio, e me apego mais a ele também. Um conto assustador, que vale a pena ser lido e temido.

Clique aqui para conhecer o projeto #12mesesdePoe e participar.

4 thoughts on “#12mesesdePoe: Berenice”

    1. Poxa, que pena que dessa vez não deu, mas depois quando tiver um tempinho tenta ler algum dos contos propostos, eles são pequenos e dá para ler em até meia horinha.
      Espero que leia e tenha uma experiência maravilhosa com as obras dele!
      🙂

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *