Projetos

#ECDF: Como os contos de fadas afetam as crianças

Reprodução: Nathalie Martins

Olá leitores! 

Hoje eu tenho uma novidade muito legal para vocês: terá projeto aqui no blog, com parceria com a Nathalie do faNATic. O projeto se chama Explorando Contos de Fadas, e consiste em posts, no meu blog, e vídeos, no canal da Nat, que falarão de forma diferente sobre esse mundo mágico que tanto amamos. Será realizado durante todas as sextas do mês de novembro, então, fiquem atentos para não perderem nada! Garanto que iremos trazer conteúdos legais e curiosidades interessantes para os amantes de contos de fadas e da Disney.

Para começarmos com o pé direito, além de introduzirmos e apresentarmos o projeto para vocês, nesse primeiro momento também nos dedicaremos à explorar um pouco mais a fundo. A Nat, lá no canal, vai nos informar como os contos de fadas conseguem sobreviver através de todo esse tempo, já que vivem durante séculos (por isso, não se esqueçam de conferir o vídeo dela). E eu comentarei como as crianças são afetadas por essas histórias. Curiosos? Então, vamos lá?

Reprodução: Google
Os contos de fadas fazem total diferença na vida da criança, principalmente na parte de seu crescimento e desenvolvimento pessoal e emocional. Não é certo obrigá-las a assistir quando não tem interesse nenhum pelas tais histórias, mas é importante incentivá-las desde pequenas, pois no futuro essas histórias poderão servir de grande ajuda para os pequeninos.

Os termos “Era uma vez” e “Viveram felizes para sempre” criam uma ideia de esperança na criança, fazendo assim com que elas se sintam mais seguras para enfrentarem as dificuldades que vierem à frente e para terem a certeza de que tudo poderá dar certo. Essas histórias mágicas, além de ajudarem eles nesse sentido, também ajuda de várias outras formas, principalmente com dificuldades que ocorrem no dia-a-dia: inveja, vingança, rivalidade, raiva, medo e até mesmo a relação com os pais.

As crianças se identificam com o que veem. Elas se identificam com a coragem que o príncipe ou a princesa transmite, com o medo e a insegurança da personagem principal, e até com a maldade do vilão. É fácil se espalhar em algo que gosta, que sente conexão, e é por isso que as crianças “imitam” certos atos que assistem nos filmes, inclusive as atitudes e pensamentos. É comum as crianças sentirem que tal filme as agrada mais, e será esse filme que dirá tudo sobre ela.

Os contos de fadas despertam e prendem a atenção dos pequenos (e dos grandes), e com isso desenvolvem a criatividade e a curiosidade das crianças. Essas histórias também servem para o crescimento interior, ajudando com as suas emoções e sentimentos.

Durante as minhas pesquisas, li uma frase que pareceu fazer todo o sentido para mim. A frase é de Diana e Mario Corso, autores de Fadas no Divã: Psicanálise nas Histórias Infantis, e diz assim: “contar histórias não é apenas um jeito de dar prazer às crianças: é um modo de ampará-las em suas angústias, ajudá-las a nomear o que não pode ser dito, ampliar o espaço da fantasia e do pensamento”. E acredito que com essa frase, consigo concluir todo o meu pensamento e expressar bem o que eu quis dizer durante esse post.
É a primeira vez que faço um projeto conjunto e admito que estou muito animada. Espero que todos vocês gostem e aproveitem cada conteúdo que traremos durante o mês. Não esqueçam de visitarem o canal da Nathalie e acompanharem o projeto também por lá! Sintam-se a vontade para usufruir dos comentários e deixar opiniões, sugestões e até mesmo para iniciarem uma conversa. Espero vocês na segunda parte desse projeto. Um beijo e até a próxima.

24 thoughts on “#ECDF: Como os contos de fadas afetam as crianças”

  1. Que texto maravilhoso <3 Estou enviando para algumas conhecidas que são professoras, porque isso porque ajudar bastante! Adorei o assunto abordado, porque nunca vi um post assim, falando sobre o lado "negativo" dos contos de fadas.

  2. Que legal flor, super amo esses projetos vai ser super interessante poder te acompanhar em todas as etapas. Gostei bastante da sua iniciativa, você tem bastante criatividade, entao estou torcendo por você! beijos e bastante sucesso!

  3. Que projeto legal esse! Assisto/leio contos de fada desde minha infância, acho que eles colaboram sim, e até hoje se tiver que escolher entre qualquer filme e uma "animação" tipo contos, eu prefiro! Sou apaixonada e acho que não existe idade para isso rs. Adorei o seu blog, seguindo para acompanhar <3
    Esteticando-se

  4. Achei o projeto super interessante. Contos de fadas devem fazer parte de 95% das pessoas. Nunca fui muito ligada mesmo na infância, mas concordo que não se deve obrigar uma criança a gostar (minha mãe nunca me obrigou), mas se ela gostar deve-se deixar pois estimula a imaginação. Isso é importante na construção das inteligencias da criança. Olha, amei mesmo o texto.

  5. Que projeto super legal! Eu quando criança adorava as histórias de conto de fadas, tinhas aquelas coleções enormes ilustradas que eram meu xodó. E isso me ajudou bastante, principalmente a distinguir o bem do mal e o valor das amizades. Bjs

    1. Eu também, os filmes da Disney sempre estão em meus favoritos. <3 Não conheço os da TV Cultura, mas darei uma olhada, obrigada pela indicação! O legal dos contos de fadas é que os ensinamentos são importantes até para os adultos, né?

  6. Que post lindo! juro, amei! Olha só que legal, eu tenho o hábito da leitura, escrevo tbm e por isso sou suspeita para falar. Mas essa semana, encomendei livros infantis, porque já quero ler pro meu pequeno. Seria surreal, eu gostar de ler e escrever, e não mostrar um mundo assim para ele? Mas quando se começa desde pequeno, isso só contribui no crescimento da criança.

    amei teu post.

  7. Seu projeto é incrível
    E amei a abordagem do primeiro tema, pra mim que sou mãe e amo ler pro meu filho é super importante saber que tbk existe um lado negativo nos contosnde fada. Obgd bjs

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *