Filmes

AQUAMAN veio para salvar a DC?

Aquaman aprende que não pode fazer tudo sozinho quando começa uma jornada com Mera em busca de um algo muito importante para o futuro de Atlantis.
Assista ao trailer

Olá leitores!
A tão aguardada estréia de Aquaman finalmente está entre nós e gera grande burburinho entre os fãs da DC Comics. Muitos que acompanham o trabalho da editora e das adaptações cinematográficas, não estão felizes com o resultado dos últimos filmes lançados pela Warner. Um exemplo claro dessa situação foi a reação dos fãs perante ao filme Esquadrão Suicida, que no trailer entregou uma trama elaborada e divertida, mas que na realidade se mostrou sendo um filme ruim e mal explorado. Ter um relacionamento abusivo entre Arlequina e Coringa, em pleno ano 2000, foi algo extremamente de mal gosto e insuportável. Lembro de ter assistido no cinema e gostado, porém ao rever percebi tantos defeitos que detestei.


Outro caso de amor e ódio também aconteceu com Batman vs Superman e Liga da Justiça, os quais deixaram o público dividido. Particularmente, mesmo não sendo os meus preferidos da DC, ambos os filmes me agradaram. Tenho consciência de que os dois têm defeitos, principalmente na parte dos vilões e em outros detalhes, mas me diverte e ainda hoje sempre que posso faço questão de revê-los.


Entretanto, mesmo não sendo melhor do que Mulher-Maravilha, que é o meu filme preferido da DC, Aquaman ganhou um grande espaço no meu coração, pois me conquistou de uma maneira incrível. O longa é divertido, as cenas dentro do mar são belíssimas e os atores realmente estão vivendo os seus personagens. Destaque para Jason Momoa, nosso querido e único possível Aquaman, e Amber Heard, que está magnífica na pele de Mera.

Reprodução: Google

Mas o que torna Aquaman tão especial? Logo abaixo irei citar 4 tópicos que se destacaram para mim e fizeram com que a minha experiência com o filme tenha sido maravilhosa.

1: A história.
Logo de início levei um susto por constatar que o longa se passa após os acontecimentos de Liga da Justiça, já que com o trailer tive a vaga impressão de que a origem do personagem seria contada antes do mesmo conhecer o grupo de heróis. A origem de Aquaman ainda é contada no filme, mas de uma forma diferente de um filme desse estilo.


Aqui conhecemos um Arthur Curry que se dedica a salvar as pessoas e que já tem consciência do seu trono em Atlantis. Arthur sabe sobre sua mãe e sobre ser a principal ligação entre os dois mundos, porém sem nenhuma vontade de interferir no mundo aquático. Apenas quando a Terra é ameaçada pelos mares o homem misterioso conhecido como Aquaman decide adentrar na batalha para salvar o seu lar.


Há uma história de origem. Há desde o primeiro encontro entre os pais de Arthur até o atual momento lutando contra piratas. Conheceremos sua infância, suas dificuldades e sua superação. O seu amor pelo pai e pela mãe; a repugnância perante o reino de Atlantis. Um romance já esperado é florescido entre Arthur e Mera, não parecendo forçado e muito menos errado. Ao meu ver, a história fluiu naturalmente e contribuiu para que o filme causasse uma sensação positiva e de acolhimento.

2: Mera.
O filme é sobre Arthur Curry, aka Aquaman, mas confesso que a Mera foi quem realmente ganhou o meu coração. Amber Heard está maravilhosa no papel e nos presenteia com uma dedicação e interpretação incríveis. A personagem é habilidosa, inteligente e dona de si. Faz o que acha ser certo e segue os próprios ideais, sendo assim uma mulher forte e representativa.


Mesmo que algumas pessoas não tenham gostado do visual da personagem, eu gostei. Achei que o cabelo não estava tão natural, dando a impressão de uma grande peruca ruiva, mas no geral o figurino me agradou. Acredito que não dei tanta importância para esse ponto, já que a personagem em si me despertou muito carinho e admiração. Por conta disso acabei por focar mais na representatividade de Mera e adorei o resultado.

3: As cenas de luta.
Um dos meus pontos preferidos do filme foram as lutas, principalmente as que aconteceram embaixo d’água. Sendo bem sincronizadas, traziam um ar verdadeiro de angústia e medo, despertando assim uma sensação de apreensão para o que poderia surgir a seguir. 


Por ser um longa composto, em grande maioria, por cenas de ação, os momentos de lutas e intrigas são inevitáveis e acontecem um atrás do outro, sem interrupções. Não dá tempo para respirar e muito menos tempo para pensar o que poderá acontecer. Os acontecimentos são rápidos e precisos, fazendo com que a história ande depressa, mas sem se atropelar. 


E, claro, as lutas encenadas em Atlantis tem um ar especial, já que o mar faz com que as cenas sejam ainda mais bonitas do que as da superfície. Sempre que estávamos dentro do mar eu me apaixonava ainda mais pela paisagem e pela vista. Era tudo muito belo e muito bem feito, o que causava uma vontade de querer mais e mais sobre aquele outro mundo.

4: Os diálogos embaixo d’água.
Diferente de Liga da Justiça, em Aquaman os diálogos proferidos em Atlantis (e em outros lugares embaixo da superfície) são feitos naturalmente, sem a necessidade de um vácuo na própria água ou algo que os isole da profundeza. Assim como nas HQs e nas animações as falas acontecem normalmente, dando uma impressão de normalidade e até de suavidade nas cenas. Não fica forçado e nem estranho demais. Da mesma maneira que nós conseguimos conversar acima do solo, eles também conseguem abaixo, e isso fez toda a diferença para mim.

Reprodução: Google

Aquaman é um filme muito bonito visualmente, o que me deixou deslumbrada, e tem uma história divertida e que condiz com o personagem interpretado por Jason Momoa. Há toques mais alegres, coloridos, mas que não estragam a trama e também não a deixam infantil, mesmo que seja uma boa pedida para toda a família. Aliás, há também a trilha sonora que não fica para trás e combina perfeitamente com o teor da história.


A mescla entre divertido e sério resultaram em um filme que me deixou contente e emocionada em vários momentos. Confesso que quando o Jason Momoa foi anunciado como Aquaman, antes de Liga da Justiça, uma decepção enorme me inundou e fez com que eu falasse mal do ator. Porém hoje eu vejo que não há outro ator que se encaixe melhor no personagem. Momoa é o Aquaman e eu me sinto orgulhosa de presenciar isso.

Dito tudo isso, constato que Aquaman entrou para o meu topo de filmes preferidos da DC. Um filme que já tenho uma imensa vontade de rever e uma grande saudade dos personagens. Não acho que Aquaman irá salvar a DC, pois, para mim, a mesma não precisa ser salva. Entretanto acredito que o longa fará com que os fãs tenham a esperança renovada (ou ao menos espero).


Posso dizer que adorei o filme e que será um dos que mais recomendarei no tema de super heróis. Mas agora me diga você: o que você espera para o longa? Se você já o assistiu, o que achou? Sei que, assim como os demais, Aquaman também não agradará a todos. Mas espero que você dê uma chance para o personagem e não embase sua opinião em comparações. Apenas aproveite e diverta-se!

Faça sua compra na Amazon através do nosso link (clique aqui) e ajude o blog a manter-se ativo. Sem taxas ou inclusão de valores, você estará nos ajudando a continuar trazendo conteúdo.

💻 Me acompanhe nas redes sociais:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *