Literatura

Primeiras impressões: “Inquebrável” – Vários autores

Título: INQUEBRÁVEL 
Organizador: Michel Uchiha
Vários autores
Editora Sinna

Gênero: Literatura Nacional / Contos / Romance
Ano: 2019
Apoie o projeto

O que te torna inquebrável?

Inquebrável é uma antologia que reúne mais de 30 autores que, mesmo com suas especificidades, tem um único objetivo em comum: conscientizar sobre as diferenças. E quando eu digo diferenças estou enfatizando o que não se encaixa nos padrões impostos pela sociedade como “ser normal”. Sabendo disso o leitor pode esperar histórias que têm como protagonistas pessoas homoafetivas, transsexuais, deficientes físicos, idosos, gordos, entre outros.

Acima de ser uma antologia sobre diferenças, o livro também é sobre preconceitos. É sobre aquele olho torto que automaticamente condena uma pessoa desconhecida que caminha ao seu lado; é sobre as piadas racistas e homofóbicas que são mascaradas de humor; é sobre a exclusão e o rebaixamento de alguém de cor de pele diferente da sua, de pensamento contrário ou de posicionamento radical. Inquebrável, além de trazer histórias que geram reflexão, é uma celebração de poder ser quem você é.

Reprodução: Inquebrável

Um leve gostinho do que está por vir.

Como parceira da Editora Sinna pude ler antecipadamente cinco contos que estarão na antologia, o que, obviamente, me deixou muito feliz. Por isso minha opinião direta será apenas sobre essas histórias, mas, é claro, que o livro contará com muitas mais para a felicidade do leitor.

O Relógio que Conta as Vidas, de Bruno Ferreira:
Nesse conto temos a perspectiva de Sara, a avó de João. Juntos os dois estão à espera de Thomas, um amigo do garoto, para poderem celebrar e cantar os parabéns para o convidado. É uma linda e tocante história que aborda a luta de pessoas trans em prol do que acreditam e de quem são. Sara é uma mulher corajosa que sempre ajudou as pessoas, principalmente aquelas que não tinham o apoio devido e requisitado entre os próprios familiares. É quase impossível não se apaixonar e se emocionar com a luta da personagem e sua visão de vida.

Cadeiras e Tutus, de R. Haygertt:
Larissa sofreu um acidente quando ainda era criança e desde então ficou à mercê de uma cadeira de rodas. O que as pessoas não esperavam, inclusive sua própria família, era que a garota iria nutrir um amor imensurável por balé, se colocando em frente aos preconceitos e superando os olhares tortos. Com muita dedicação e amor pela dança Larissa se inscreve para participar da seleção da Academia Nacional de Balé, estando pronta para passar por cima de qualquer um que diga que ela não é capaz. Esse conto é recheado de inspiração e superação, mostrando que independente de nossas incapacidades – e da negatividade dos outros – devemos ir atrás de nossos sonhos.

Somos Muitos, de Victor Menezes:
Aqui temos contato com Adalton, um homem idoso que decide ir até uma pequena cidade de São Paulo, onde viveu sua infância, para visitar o túmulo de um ente querido. Nesse meio caminho ele faz indagações sobre a velhice, a qual é vista como impotência e fragilidade, e se recorda de seu primeiro amor, Reinaldo, um antigo colega da adolescência. Esse foi o meu conto preferido, tanto por conta da reflexão sobre o avanço da idade como também por causa do próprio protagonista que me conquistou desde o começo. Eu quis saber mais sobre Adalton, sobre sua história e sua trajetória. Quis ter mais contato com os seus pensamentos e suas opiniões. Por isso foi uma história que não queria que terminasse tão rápido.

Revanchismo, de Diego Lanza:
15 anos após o Ensino Fundamental a turma de colégio de Daniela decide se reunir para se reencontrarem e saberem como está a vida de cada um. Daniela à princípio se sente com medo, já que muitos deles a maltrataram quando era mais nova, porém se sente tentada a ir e mostrar o quanto evoluiu e conseguiu se manter em uma vida com sucesso profissional e, ao contrário da maioria, sem filhos. Um conto que vai tratar das feridas deixadas pelo bullying, do preconceito que se esconde nos mínimos detalhes e da diferença das oportunidades para cada um. Sendo uma mulher trans branca, Daniela reflete sobre como ainda, mesmo sendo trans, tem maiores regalias do que os colegas que são negros, alguns nem tendo a chance de ter terminado os estudos. A protagonista também disserta muito sobre crescimento pessoal e o ato de perdão. É uma narrativa mais extensa do que as demais, porém com um conteúdo rico e cheio de brechas para reflexões e debates.

O Diário de Alice, de Nathalie D.A:
Sendo uma distopia que se passa em 2029, esse conto irá tratar de um novo governo que instaurou caos através de uma promessa mentirosa sobre cuidar do bem estar dos cidadãos. Assim que o novo presidente ganha poder ele coloca todos as pessoas com doenças psicológicas e portadores de síndromes em hospitais exclusivos, dizendo que assim todos serão bem cuidados e tratados devidamente. É claro que com isso os impostos aumentam e o cuidado com os hospitais diminuem, resultando em uma loucura entre o povo que se extravasa em forma de guerra. Uma revolta toma conta da população, deixando assim todos suscetíveis às influências preconceituosas do governo. Nisso se revela o preconceito da sociedade com os pacientes desses hospitais e o incentivo do preconceito pelo próprio presidente. O mais chocante e triste desse conto é perceber que não está tão distante da realidade que vivenciamos hoje no Brasil.

Reprodução: Inquebrável

“O que te faz diferente te torna inquebrável.”

Inquebrável é um livro necessário e que precisa ser lido pela quantidade máxima de pessoas. Mas para esse projeto dar certo ele precisa ser apoiado. Mesmo que a campanha já tenha atingido a meta principal e com isso ganhado a garantia de que será publicada – ao menos para os apoiadores – o livro precisa chegar em mais mãos. Por isso se você ainda não o apoiou, e isso pode ser feito à partir de apenas R$15,00 reais, não espere essa oportunidade passar.

O financiamento termina amanhã e contém diversos brindes de acordo com cada categoria e preço, incluindo quadros e bonecos Funko Pop. Você pode conferir tudo isso e mais informações sobre o livro nesse link aqui. Apoie a Literatura Nacional e contribua para que histórias com representatividade ganhem ainda mais espaço nesse mercado.


Faça sua compra na Amazon através do nosso link (clique aqui) e ajude o blog a manter-se ativo. Sem taxas ou inclusão de valores, você estará nos ajudando a continuar trazendo conteúdo.


💻 Me acompanhe nas redes sociais:
FanPage | Skoob | Instagram | Pinterest

6 thoughts on “Primeiras impressões: “Inquebrável” – Vários autores”

  1. Aaaahhhhh eu tô louca pra ler essa antologia!!!! Ela deve estar muito linda, só pela capa eu já fiquei apaixonada e eu fiz campanha pro meu autor preferido ter um conto ali, mas infelizmente não rolou, uma pena. Mas tô doida pra ler. Amei suas impressões!!

  2. Olá, tudo bem? Ah que bacana que você já tenha gostado dessas primeiras impressões. Não conhecia o livro, no entanto fiquei bem curiosa por causa da temática explorada. Vejo que é algo fora do padrão esperado, e isso por si só já me anima (necessito ter leituras fora do esteriótipo “padrão” haha). Dica mais que anotada, e tentarei ajudar na publicação física <3
    Beijos,
    http://diariasleituras.blogspot.com

  3. Oie, tudo bem? Que indicação mais interessante. Principalmente pela questão do preconceito. Hoje com a internet é tão fácil perceber quando não somos aceitos, quando não somos respeitados ou ainda quando sofremos bullying por sermos diferentes. Seja pela cor, pela aparência, pelos gostos, ou qualquer outra característica. Um livro muito necessário com certeza. Já anotei para ler em breve. Um abraço, Érika =^.^=

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *