Literatura

Resenha: “Garotas Incompletas” – Vários autores

Título: Garotas Incompletas
Organizadores: Débora S. Mattana e Michael Vasconcelos
Vários autores
Editora Sinna

Gênero: Literatura Nacional / Contos / Suspense
Ano: 2019 
Skoob: Clique Aqui
Compre: Amazon Editora Sinna
Minha classificação: ★★★ (3/5) 
* E-book cedido pela editora

Mulheres poderosas e assassinas!

Garotas Incompletas é uma antologia que reúne 19 contos escritos por autoras e autores. Mesmo que cada história foque em uma personagem feminina diferente, o objetivo dos contos é o mesmo: retratar um momento específico da vida de uma assassina; contar sobre o lado sombrio que vive adormecido em cada mulher, mas que nessas personagens está mais vivo do que nunca.

As protagonistas divergem entre psicóticas, loucas e sádicas, e matam por prazer. Algumas escolhem suas vítimas com precaução, se colocando contra homens assediadores e abusivos; já outras preferem o sangue feminino, não se atendo à maldade humana dos demais. Certas assassinas são manipuladoras, gostam de brincar com a vítima, enquanto outras agem apenas pela sede de sangue fresco. Cada uma com o seu diferencial, com a sua loucura, mas todas com o mesmo espírito sombrio em comum.


“Não se enganem, o doce rosto de uma mulher jamais vai transparecer sua força, sua maldade e os mistérios de sua mente.”


As minhas assassinas preferidas:

Mesmo que cada conto tenha uma proposta diferente e que as protagonistas sejam exploradas cada uma de uma forma única através da escrita de determinado autor, é claro que algumas histórias me surpreenderam mais do que outras. Apesar de se tratar de um suspense onde o leitor já tem consciência do plot final, Garotas Incompletas não deixa que isso atrapalhe a experiência de leitura e busca, mesmo assim, despertar curiosidade e apreensão em seu leitor. Por isso aqui abro um espaço para comentar sobre os cinco contos que me fizeram sentir essa apreensão e essa curiosidade perante as protagonistas sanguinárias.

Seu Amor em Três Dias, de Katerine Grinaldi:
Essa história irá contar sobre uma mulher – que pode ser uma bruxa ou uma feiticeira, disso ninguém tem certeza – que promete conseguir trazer de volta a pessoa amada em até três dias, ajudando assim as garotas desesperadas que não querem ser deixadas pelos namorados. Mesmo que a premissa possa parecer clichê, esse conto me surpreendeu e se mostrou bastante interessante. A escrita da autora é diferente das demais da antologia, mas isso se fez de forma positiva para mim que gostei da maneira como ela escreve e de como ela decide contar a sua história.

O Primeiro Encontro, de Mione Le Fay:
Maria conheceu Daniel na internet, e ambos decidem que está na hora de ocorrer um encontro pessoalmente. Mesmo que a sua melhor amiga, Melissa, não goste nada da ideia, Maria se arrisca e vai ao encontro do homem pelo qual está apaixonada. A história aborda o perigo de irmos para a casa de alguém até então desconhecido e de como pensamos conhecer intimamente alguém, mas que na verdade não sabemos de seus segredos mais íntimos e sórdidos. Há uma reviravolta previsível, mas que mesmo assim não deixa de nos surpreender.

Ah, Lygia…!, de Chris Lisboa:
Nesse temos Gorete, conhecida como “a boazinha”, que trabalha para Lygia, uma mulher que tem prazer em humilhar seus empregados. Quando Lygia despede Bia, a sua melhor amiga e amor platônica, Gorete decide que está na hora de sua chefe aprender a ter bons modos. Com certeza esse foi o conto que eu mais gostei da antologia, e isso se deve ao teor impactante e as cenas fortes embaladas por uma escrita crua e sem pudores. A protagonista não mede esforços para concluir uma vingança sádica e recompensadora.

A Colecionadora, de Deborah Petrova:
Aqui conhecemos Cinthia, uma mulher que acaba de presenciar um incêndio em sua casa que ocasionou a morte de seu marido Adriano. Por conta disso a mulher é obrigada a ir até a delegacia prestar depoimento, mesmo que esteja abatida e desesperada por conta do choque que acabou de sofrer. O que ninguém sabe é que por trás dessa tristeza mascarada de inocência há uma mulher impiedosa que acaba de matar o seu 13° marido. É uma história instigante, que nos deixa conectado à protagonista e curiosos pelo desfecho. A escrita também me surpreendeu, fazendo assim com que eu a apreciasse à todo instante.

Um Jantar, de R.A. Tsuchiya:
Como se fosse mais uma comemoração habitual, Alice convida o seu namorado para jantar em sua casa para comemorarem juntos as duas semanas de namoro. Mesmo que algumas coisas pareçam estranhas, ele não imagina que o jantar será feito de sua própria carne. É um conto interessante com um final diferente do que imaginei.


“O mal que ela causa é, muitas vezes, pior que a morte.”


Entretanto, para mim, isso não foi o bastante.

Não vou dizer que a leitura foi uma decepção completa, pois o livro tem histórias boas e que me agradaram, porém eu imaginei que a leitura se tornaria uma favorita da vida, já que o tema muito me agrada. Acredito que a minha maior frustração foi não ter gostado tanto assim das histórias; algumas senti que faltaram atenção aos detalhes por parte do autor e outras a escrita não me agradou em nada.

Posso dizer que entre 19 contos eu devo ter gostado de uns seis e favoritado apenas um, ou seja, apenas um realmente mexeu comigo e abalou todas as minhas estruturas. Estou mais triste comigo mesma por não ter gostado das histórias do que com o livro em si. Porém, de um modo geral, a leitura foi rápida e fluida, o que a tornou agradável de certa forma e me fez concluí-la rapidamente.

Mesmo assim não acredito que o livro deva ser ignorado ou não lido, pois o que não me agradou pode ser exatamente a leitura que você precisa no momento. É por isso que se você gosta de suspenses e histórias onde mulheres não são vítimas, mas, sim, o próprio assassino, Garotas Incompletas pode ser a dica ideal para você. Espero que outros leitores tenham uma experiência de leitura melhor do que a minha, pois o livro e seus autores merecem.


💻 Me acompanhe nas redes sociais:
FanPage | Skoob | Instagram | Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *