Literatura

Resenha: “Vou Lhe Mostrar o Medo” – Nikolaj Frobenius

Aqueles que me acompanham no Instagram já sabem que estou participando de um projeto chamado Desencalha Livros 2020, que tem como objetivo escolher 25 livros que estão encalhados na estante e finalmente lê-los durante o período de 1° de abril à 1° de novembro.

Para iniciar o projeto decidi começar pelo livro Vou Lhe Mostrar o Medo, que está na minha estante há mais de três/quatro anos. Não lembrava da sinopse, e por isso embarquei na leitura sem saber de nada sobre a história, algo que estou gostando de fazer com frequência. Infelizmente, talvez pela demora de tê-lo lido e por meu gosto literário estar em constante mudança nos últimos tempos, o livro não funcionou comigo.

Título: Vou Lhe Mostrar o Medo
Autor: Nikolaj Frobenius
Quantidade de páginas: 296
Geração Editorial
Gênero:
 Ficção / Suspense e Mistério
Ano: 2013
Skoob: Clique Aqui
Compre: Amazon
Minha classificação: ★★★ (3/5)

O mistério da vida e morte de Edgar Allan Poe

Edgar Allan Poe deseja ser um escritor famoso. Estando à beira da falência e cultivando problemas com a bebida alcoólica, Poe inicia um caminho árduo para alcançar o seu sonho dentro da Literatura ao mesmo tempo em que trabalha como crítico em jornais de grande renome.

Ser crítico lhe trouxe muitos contatos com poetas famosos, mas também lhe rendeu muita rivalidade ao criticar negativamente poemas adorados. Um desses poetas que havia uma opinião nada agradável sobre Poe era Rufus Griswold, um pastor que, aos seus olhos, havia sido tocado por Deus e instruído por Ele a exterminar todo o mal que há na Terra, sendo Poe um deles.

Griswold repudia Poe e todo o seu trabalho na escrita, seja como crítico ou como poeta, vendo no alvo alguém que deve ser destruído. Por uma ocasião do destino os dois acabam se encontrando e construindo uma amizade; amizade essa que será cheia de mentiras, manipulações e ódio.

Contrapondo a essa relação conturbada entre os dois poetas, há o amigo de infância de Poe, Samuel, um homem pequenino e estranho que se sente na obrigação de agradar e defender seu patrão Poe. Após anos sem haver uma comunicação entre os dois, Samuel volta para a vida do ex-patrão no momento em que começam a aparecer assassinatos em Nova York inspirados em contos do Poe.

Vou Lhe Mostrar o Medo é uma obra fictícia inspirada em pessoas reais e suas respectivas vidas. Aqui o leitor tem contato com a vida pobre e mesquinha de Edgar Allan Poe, suas perdas pessoais e devastadoras, e seu vício na bebida. Ainda mostrando como o meio literário é repleto de falsidade e ganância, aspectos esses que consumem o nosso protagonista e o deixam louco, abandonado na sombra da solidão e dentro de copos tóxicos.


“Não tenho medo estou ébrio de amor pelo medo.”

A edição é muito bonita e tem uma diagramação cuidadosa e cheia de detalhes, mas com uma letra pequena demais.

Sombrio, mas sem grandes surpresas

Não vou dizer que a leitura foi uma decepção total, já que a sacada do autor em misturar ficção com fatos me agradou, ainda mais trazendo Poe e sua vida como protagonistas. Mas posso dizer que eu esperava bem mais desse livro. Aliás, eu não sei bem o que eu esperava, mas sei que não encontrei mesmo assim.

Peguei o livro sem ler a sinopse, mas pelo título e capa logo pensei que seria um suspense ou uma história mais intensa, ao invés disso encontrei um enredo monótono que me deixava com preguiça de prosseguir. A leitura demorou para fluir, ainda mais por ser bastante descritiva e isso ter me atrapalhado, me deixando curiosa com os acontecimentos apenas mais perto do desfecho final. Provavelmente a expectativa errada tenha feito com que eu não aproveitasse a leitura, o que foi uma pena.

O mistério em si citado na capa do livro não é sobre o assassino que ronda os jornais, até porque isso já é nos revelado antes da metade do livro, mas acredito que referencie ao mistério da própria vida de Poe, que na realidade morreu sem explicações. Inclusive as partes em que há descrição dos assassinatos foram as que mais gostei do livro, as que mais me deixaram presa e curiosa na trama.

Mas, independente dos pontos negativos ao meu ver, Vou Lhe Mostrar o Medo é um livro que deve ser lido pelos fãs de suspense e mistério, principalmente por aqueles que são fãs de Edgar Allan Poe e já tem um conhecimento maior sobre a vida do autor, pois a experiência será ainda mais completa e cheia de referências.


“Ninguém poderá renascer antes do reinado da morte. Morte do velho. Chegada do novo. Mudança do mundo. O bem nascido do mal.”


💻 Me acompanhe nas redes sociais:
FanPage | Skoob | Instagram | Pinterest

Receba todas as nossas novidades:

12 thoughts on “Resenha: “Vou Lhe Mostrar o Medo” – Nikolaj Frobenius”

  1. Oi Thainá.

    Eu tenho muita vontade de ler esse livro porque adoro alguns contos de Edgar Allan Poe. Independente dos pontos negativos que você mencionou, eu ainda desejo ler este livro. Obrigada pela dica.

    Bjos

    1. Acho que é importante você lê-lo e tirar suas próprias conclusões, afinal você pode muito bem gostar do livro e espero que goste mesmo. Talvez eu só não o tenha lido no momento certo ou tenha esperado algo totalmente diferente, mas, mesmo assim, ainda é uma leitura válida.

  2. Opa, tudo bem por aí?

    Gostei dessa ideia de se jogar em uma história sem ler a sinopse haha. Acho que pode nos reservar uma grande surpresa, principalmente se a obra se tratar de alguns gêneros específicos. Estou pensando seriamente em fazer o mesmo haha. Adorei a resenha.

    Abraços!
    Acampamento da Leitura

    1. Eu gosto muito de ler livros sem saber a sinopse, pois a surpresa, mesmo que nem sempre seja grande demais, ao menos é boa. Não faço isso com frequência, mas sempre esqueço as sinopses dos livros quando demoro para lê-los, então a surpresa é gratuita, hahahaha.

    1. Eu adoro quando o autor faz isso, de mesclar pessoas reais com ficção, mas é uma pena que dessa vez não tenha me agradado tanto assim. Estou percebendo que, como mudei o gosto ao longo dos anos, os livros mais velhos estacionados na estante são mais difíceis de me agradar. Mas espero que seja uma ótima leitura para ti!

    1. Do autor você diz o Nikolaj ou o Poe? Não é necessário conhecer os contos do Poe para realizar essa leitura, mas pode facilitar um pouco o entendimento das referências.

  3. Esse não é muito o meu estilo e sei que é uma leitura que não funcionaria pra mim, então confeszonque diferente de você, nunca nem tentei. Mas achei tia atitude sensacional. Sem contar a vontade de desencalhar os livros né?

    1. Sim, eu tenho muitos livros encalhados na estante e preciso demais lê-los com frequência, até para saber se irão continuar ou não na estante. Confesso que esse projeto tem sido maravilhoso para isso, mesmo que nem todos os livros venham me agradando.

  4. Acho que pelo nome do autor a expectativa já cresce, né? Apesar de nunca ter lido nada, vejo muita gente elogiando. Confesso que, para mim, a capa e a sinopse não me despertam interesse, pois não é um livro de um gênero que curto muito. Uma pena que o livro não te conquistou tanto e foi uma leitura monótona. Gostei da sua sinceridade!

    Beijos.

    1. Obrigada. Nunca vi ninguém comentando sobre esse livro, mas acredito que várias pessoas devem ter gostado, apenas não o li com as expectativas certas.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.