Literatura

Resenha: “Love Kills” – Danilo Beyruth

Assim que terminei a minha leitura anterior, que também aborda sobre vampirismo, entrei na vibe de querer ter mais contato com esse tipo de mitologia de horror, a qual eu não sou tão fã, confesso, e com isso decidi pegar Love Kills para ser minha próxima leitura.

É claro que eu conheço e que eu já assisti os principais filmes do tema, mas admito que vampiro nunca foi a minha criatura preferida, tendo despertado um interesse maior em mim apenas agora. Mas estou adorando ter esse novo contato com essas criaturas. Aliás, estou aceitando indicações, tanto de livros, HQs ou filmes e animes.

Então, para apreciar ainda mais o tema, peguei essa HQ para ler e me surpreendi com o que encontrei nela. Estava meio receosa já que o meu contato anterior com outra HQ da mesma editora tinha sido uma bela de uma decepção, mas, ainda bem que não tive a mesma experiência com essa.

Reprodução: Biblioteca Pessoal

Leia também: Um Brinde Àquele Filho da Puta, de Jhefferson Passos

Título: Love Kills
Autor: Danilo Beyruth
Quantidade de páginas: 248
Editora DarkSide Books
Gênero: Ficção / HQ, comics, mangá / Terror
Ano: 2019
Skoob: Clique Aqui
Compre: Amazon
Minha classificação: ★★★★ (4/5)

Vampirismo, sangue e caos!

Helena é uma vampira, e por isso ela precisa sair todas as noites para se alimentar. Vivendo sozinha em um prédio abandonado, a garota desfruta de uma vida solitária, sem laços afetivos e tendo contato apenas com um amigo que está disposto a ajudá-la no que for preciso.

Através de um jogo de manipulação e desejo, ela consegue ter a vítima que quiser. Isso até esbarrar sem querer em Marcus, um cara que trabalha em um bar e que a acha muito mal educada, mas que, ao mesmo tempo, tem sua atenção voltada para a desconhecida.

Quando Helena é atacada por um grupo de pessoas estranhas que invadem a sua área e que apenas ela sabe que são vampiros, Marcus se coloca em frente para ajudá-la, não sabendo o tamanho do problema que terá que enfrentar. E com isso, muitos transtornos cairão sobre os dois, trazendo o passado de Helena de volta para assombrá-la e mostrando que fugir não é mais uma opção.

A HQ nacional de terror Love Kills traz a mitologia dos vampiros no contexto da nossa atualidade. Como eles viveriam entre nós em pleno século XXI? Como se alimentariam? Além disso, a arte hipnotizadora em preto e branco traz momentos sangrentos explícitos e muitas vezes não utilizam de diálogos, resultando em uma compreensão e uma interpretação 100% visuais e falando por si só.

Reprodução: Biblioteca Pessoal

Love Kills é uma HQ de terror que não necessita de diálogos para assustar e conquistar o leitor

Li essa HQ de uma vez só, em menos de 2 horas. Como tem muitas imagens sem diálogos ou falas, acaba que a leitura flui bem rápida apesar de sua quantidade de páginas. E isso foi ótimo para mim, pois, além de fluir muito bem, eu consegui me divertir e me conectar com a leitura do início ao fim, tendo assim uma primeira experiência ótima com o autor. Inclusive, agora já quero a outra HQ dele, também lançada pela DarkSide.

Em Love Kills eu pude sentir o horror entre as páginas, a tensão da protagonista dentro desse mundo caótico, sombrio e solitário, e também a estranheza. O autor elaborou um ótimo enredo que me deixou roendo as unhas logo na primeira página. Fiquei curiosa para saber mais de Helena, sobre sua vida anterior, sobre como ela sobrevivia na noite, e tudo isso é nos dado, mesmo que em alguns momentos em doses menores.

Adorei o embate da personagem com o Marcus, outro personagem que também me conquistou desde o começo e que me tirou ótimas risadas. E adorei o final que não foi nada do que eu esperava, mas que foi digno de uma história de horror vivida por vampiros.

Não pensem que aqui os vampiros são bonitinhos ou carismáticos. Não dá para sentir nenhum pingo de empatia por eles, pois são monstros frios e manipuladores que pensam apenas em si. Aqui não temos nada de romance ou envolvimentos pessoais. Há apenas sangue, sobrevivência e o passado voltando a tona para lhe sufocar. Super indico!


💻 Me acompanhe nas redes sociais:
FanPage | Skoob | Instagram | Pinterest

Receba todas as nossas novidades:

2 thoughts on “Resenha: “Love Kills” – Danilo Beyruth”

    1. Eu amo coisas sangrentas! Hahahaha. Eu adoro HQs! Super indico que se aventure nelas, pois é uma ida sem volta, você acaba se viciando em algum momento. E são ótimas para sair da ressaca literária, então nesse caso são ainda mais recomendadas. Espero que você consiga dar uma chance a alguma HQ que já indiquei por aqui.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.