Literatura

Resenha: “As Vozes Sombrias de Irena” – Mia Sardini

As Vozes Sombrias de Irena trata de quatro gerações de mulheres e como uma maldição vai rondando a vida de cada uma delas. Há um mistério por trás dessa maldição que só nos trará respostas lá para depois dos 70% do livro, mantendo assim a curiosidade do leitor à flor da pele e a 100% por hora.

Confesso que a minha experiência com o livro não foi completamente positiva, mas acredito que o ponto negativo da leitura tenha mais a ver comigo do que com a própria história. Afinal, esse é um livro que aguça a nossa curiosidade e nos deixa presos durante toda a leitura.

TW: há cenas com violência explícita, envolvendo abuso físico, psicológico e sexual. Caso você não se sinta a vontade com esses tipos de descrições, sugiro que não leia esse livro.

Reprodução: Biblioteca Pessoal

“Parte dela sentia empatia e carinho por aquele ser humano minúsculo, de bochechas rosadas, cujos lábios se
mexiam de forma compulsiva e até mesmo engraçada, em um movimento de sucção instintivo. Mas havia uma
outra parte dela, entretanto, que sentia repulsa. Não pela criança em si, mas pelo que ela representava.”

Leia também: O Matrimônio de Céu & Inferno, de Enéias Tavares e Fred Rubim

Título: As Vozes Sombrias de Irena
Autora: Mia Sardini
Quantidade de páginas: 144
AVEC Editora
Gênero:
 Ficção / Horror
Ano: 2021
Skoob: Clique Aqui
Compre: Amazon | AVEC Editora
Use o cupom do blog para compras no site da Editora: osonhar20
Minha classificação: ★★★
(3,5/5)

4 gerações de mulheres; 1 maldição

Eva e Sabina são irmãs há muito tempo separadas. Não por atos de outrem, mas por decisão da própria Eva que, quando deu a luz a sua filha Martina, cortou os laços conturbados que tinha com a irmã mais nova e com a avó Irena, deixando as duas na companhia uma da outra.

Após quase duas décadas separadas e sem contato, Eva e Sabina precisam se reencontrar quando Irena é levada para o hospital, em um estado nada bom. Irena sempre foi dada como louca pelas outras pessoas, mas será através desse reencontro familiar que ficará claro que ela tinha mais razão do que as netas poderiam desejar.

Uma maldição ronda as quatro gerações dessas mulheres, trazendo novamente terror e morte. Agora, para completar, uma raposa parece rondar perto de tragédias envolvendo o afogamento de certos homens, despertando uma realidade assombrosa de uma lenda. Estaria essa maldição ligada a morte de Bianka, filha de Irena e mãe de Eva e Sabina? Aliás, quem ou o que é o vulto que acompanha Irena? E por que diabos essas coisas acontecem logo com essas mulheres?

Com uma ambientação em Brno, cidade na República Checa, em 1988, As Vozes Sombrias de Irena aborda os problemas pessoais das personagens, seus demônios internos e suas loucuras resultantes de aparições. Há uma luta interna em cada uma delas, mas também há uma grande força entre as mulheres dessa família.


“Hoje eu sei que às vezes morrer é preferível à sua alternativa. Às vezes, a morte é o nosso lugar, e não parece
certo sermos poupados dela.”

Reprodução: Biblioteca Pessoal

As Vozes Sombrias de Irena trata sobre temas sociais através de uma vingança (ou seria justiça?) envolvendo os traumas pessoais das personagens

Posso dizer que eu fiquei muito curiosa para saber quem diabos era o vulto que perseguia a Irena, o que tinha de relação com ela e como poderia estar conectado com a sua história de vida. E depois quando eu soube pareceu que tudo fez mais sentido. Eu fiquei chocada com as revelações e adorei cada uma delas.

A história vai tratar de medos, abusos, vinganças e, de alguma forma mais macabra, sororidade. É isso mesmo. Nas entrelinhas, há muita sororidade, muita força feminina, empoderamento e resistência; há a vontade de lutar, o desejo de enfrentar os seus próprios monstros e combater os demônios que estão em pele de humanos.

A história em si é muito boa e essa relação do feminino com o sombrio é ótima, mas eu não consegui me conectar com as personagens e isso fez com que a leitura fosse maçante em alguns momentos. É claro que eu queria saber tudo e descobrir logo o que estava acontecendo, mas um livro relativamente curto foi lido de maneira bastante lenta.

Não sei porque essa conexão não aconteceu, já que suas histórias de força e resistência são fáceis de se identificar, mas queria ter aproveitado mais esse lado. Entretanto, o livro é muito bom. Ele nos faz refletir sobre assuntos mais sérios e nos deixa com curiosidade para pesquisar mais sobre o tipo de lenda que é explorado aqui.

Recomendo para aqueles que gostam de um terror focado em temas sociais, mas também para aqueles que adoram cenas descritivas e muitas doses de sangue. Inclusive, pretendo ler as demais histórias da autora.


“— Agora, se ser bruxa quer dizer que ela não é uma mulher obediente… — Fez sinal de aspas com os dedos. —
…aí acho que sim. Aí podemos dizer que, graças a Deus, ela é uma bruxa.”


💻 Me acompanhe nas redes sociais:
FanPage | Skoob | Instagram | Pinterest

Receba todas as nossas novidades:

1 thought on “Resenha: “As Vozes Sombrias de Irena” – Mia Sardini”

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.