Literatura

Resenha: “Mais Uma Ficha: Um conto” – Ricardo Oliveira

A premissa de Mais Uma Ficha é bem simples, mas extremamente assustadora para os fãs de games: o que você faria se os jogos fossem proibidos em público? Você procuraria por lugares clandestinos para ter acesso ao seu hobby preferido, mesmo que isso pudesse causar a sua vida? Ou, você viveria uma vida monótona, sem aquilo que antes te fazia muito feliz?

O nosso protagonista tem que decidir, em poucas páginas, qual dessas opções irá escolher. Enfrentar as consequências para conseguir o que quer é uma opção válida, mas até que ponto? E quanto a violência, os games realmente podem produzir esse tipo raiva incontrolável nas pessoas? Será que sem os videogames a humanidade, enfim, se tornaria pacífica?


“O que eu estava querendo dizer é que você comprava uma ficha pelo preço de um churros. Era uma questão de decidir se você preferia apanhar no Street Fighter ou forrar o bucho. Às vezes, passar fome era a melhor escolha.”


Leia também: O Novo Horror, de Vários autores

Título: Mais Uma Ficha: Um conto
Autor: Ricardo Oliveira
Quantidade de páginas:
 20
O Grifo Editora
Gênero: Ficção / Ficção científica / Conto
Ano: 2023
Skoob: Clique Aqui
Compre: Amazon
Minha classificação: ★★★★★ (5/5)

E se os videogames fossem proibidos?

Nosso narrador-personagem foi uma criança dos anos 90/2000. Ele dividia o seu tempo entre jogar nos fliperamas pela cidade e jogar em videogames de amigos. Agora adulto, com seus 40 e poucos anos, os videogames (de consoles, arcades e fliperamas) foram proibidos em ambientes públicos por conta do seu incentivo à violência.

Porém, ainda há lugares secretos que reúnem os amantes de games, como o Bartop Clube, que fica no Nordeste. Mas vale a pena correr o risco de ser descoberto só para reviver os tempos amados do passado?

Mesmo sendo um conto curto, com leitura rápida e duração de meia horinha, Mais Uma Ficha instiga o leitor através de sua escrita boa e verdadeira, com palavreado informal que nos conecta ainda mais com a história. O humor ácido nos faz rir ao mesmo tempo em que refletimos sobre o ser humano, sendo mais uma distopia que não está tão longe da realidade, o que assusta e incomoda.


“Nada faz sentido e é exatamente isso que eu amo na merda desse jogo.”

Reprodução: Biblioteca Pessoal

Mais Uma Ficha é uma distopia curtinha, mas impactante

Mais Uma Ficha é um conto bem rapidinho de ler, mas tem um enredo reflexivo que permeia nossas mentes muito depois de finalizar a leitura, pois traz o debate sobre como a violência pode influenciar as pessoas. Há a visão dos jogos como algo violento, sendo que o desfecho do conto mostra exatamente o contrário. Afinal, o que faz de alguém uma pessoa violenta? E nessa distopia, quem são as pessoas violentas?

Eu gostei muito do conto, principalmente por se passar em João Pessoa e ter um dialeto sincero, que condiz com a situação e lugar. Como uma fã de jogos, também é um pouco assustador ter contato com um mundo assim, que poderia ser tão possível nos nossos dias atuais. Então, ao mesmo tempo em que me diverti também tive um pouco de medo e receio, aquelas sensações mais ínfimas e intensas que só distopias conseguem nos fazer sentir.

Por isso, a indicação aqui é muito ampla: é para quem gosta de games (ou não); para quem adora intercalar leituras longas com contos mais curtos; ou, ainda, para quem está procurando por histórias mais locais, dos nossos arredores do Brasil (e é incrível como em poucas páginas e em um mundo distópico, ainda dá pra sentir a cultura exalando das palavras). Esse foi o meu primeiro contato com a escrita do Ricardo, mas sei que vou conferir (e gostar!) ainda mais narrativas pela frente.

Vocês gostam de obras assim, que brincam com um futuro muito possível de se acontecer? 💬


📖 O autor está com uma campanha de financiamento coletivo no Catarse da 2° edição de seu livro Verde Gás, apoie agora clicando aqui.
✨ Se você gostou da resenha, compartilhe com alguém que você gostaria de ler esse livro junto.
💬 E deixe um comentário sobre o livro ou a resenha, dizendo o que mais te deixou curioso pela história.


💻 Me acompanhe nas redes sociais:
FanPage | Skoob | Instagram | Pinterest


Faça sua compra na Amazon através do nosso link (clique aqui) e ajude o blog a manter-se ativo. Sem taxas ou inclusão de valores, você estará nos ajudando a continuar trazendo conteúdo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *