Literatura

Resenha: “Há Pétalas Sob o Sol” – Washington Albuquerque

Ao final de junho eu constatei que havia lido naquele mês três obras que abordavam o luto, cada uma a sua maneira. Há Pétalas Sob o Sol não foi o único LGBT da lista, mas foi o mais curto, me surpreendendo em ter poucas palavras e utilizando disso uma forma de trazer uma história menor, mas com tamanha intensidade.

Para os amantes de contos e histórias de amor, esse conto não pode passar batido. As personagens são carismáticas e nos envolvem em suas histórias rapidamente, fazendo assim com que o leitor imerja em suas vidas e queira saber cada vez mais, daquele tipo que ao final nos deixa com um gostinho de quero mais.

Leia também: Voe para longe dessas folhas mortas

Título: Há Pétalas Sob o Sol
Autor: Washington Albuquerque
Quantidade de páginas: 30
Studio Coverge
Gênero:
 Ficção / LGBT
Ano: 2020
Skoob: Clique Aqui
Leia gratuitamente: Site
Minha classificação: ★★★ (3/5) 
* E-book cedido pela editora

A dor de perder a pessoa amada

Após perder o amor da sua vida para uma doença grave, Diana se vê afundando no próprio corpo, no próprio espírito, sem expectativas de um futuro sem Joana. Agora, seguir em frente não é mais uma opção, não sem tê-la ao seu lado, e com isso ela se vê perdida, sem rumo.

Será então que um acontecimento sobrenatural e aparentemente impossível colocará Diana de volta aos eixos, lhes mostrando como superar a morte de Joana e como seguir em frente não significa esquecê-la. Um amor que transcende as barreiras da vida e da morte, mostrando ao leitor como se apaixonar pode ser para sempre.

Há Pétalas Sob o Sol é um conto curto, rápido de se ler, mas emocionante, singelo e belo sobre o amor entre duas pessoas e a dor ocasionada por um luto. É um romance LGBT que traz um casal lésbico adorável, abordando também, mesmo que de forma rápida, as dificuldades e preconceitos que ambas sofreram.


“Eu sei que não superei, todos os dias sinto tanta falta dela, que parece haver um buraco me consumindo por dentro. Sugando tudo para o nada.”

Reprodução: Biblioteca Pessoal

Um romance curto, mas cativante

Assim como o próprio autor já o classifica, o conto é sobre amor e dor; é sobre a dor de perder um grande amor e não conseguir seguir em frente; é sobre o vazio que há após a perda de alguém amado e sobre como não ter coragem de viver uma nova vida sem ele; é sobre o luto, é sobre amar, é sobre nunca esquecer.

Gostei muito da escrita do autor, pois é simples, leve e direta, nos entregando uma história curta, mas concisa e emocionante. Me senti parte da história de Diana e Joana e amiga próxima das duas, principalmente ao presenciar os seus piores e melhores momentos juntas. Me senti feliz e me senti triste com as conquistas e perdas do casal, mas também me senti esperançosa com o desfecho ao constatar que quem amamos sempre estará conosco, independente de para onde for.

Lindo, tocante e singelo, assim como o amor eterno deve ser. Aproveitem que essa bela história está disponibilizada de forma gratuita no site da editora e não percam a oportunidade de conhecer mais um autor nacional independente e que deve ser valorizado.


💻 Me acompanhe nas redes sociais:
FanPage | Skoob | Instagram | Pinterest

Receba todas as nossas novidades:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *