Literatura

Resenha: “Lennon” – Foenkinos, Corbeyran e Horne

Olá, sonhadores! Como vocês estão?
Passaram bem o ano novo? Espero que a virada tenha sido ótima para todos vocês e que 2021 seja cheio de realizações, muito sucesso e muitas leituras maravilhosas! E falando em leituras maravilhosas, na última semana de 2020 pude dar atenção a algumas HQs que estavam na minha estante pedindo para serem lidas e Lennon foi uma dessas sortudas.

Para quem não sabe, eu sou a doida dos Beatles. Sério. Eu sou fã da banda há quase dez anos e desde então consumo tudo que consigo sobre eles, tanto em grupo como também individualmente. Assisto documentários, leio biografias, e faço o possível para sempre saber mais e mais sobre esses quatro artistas que tanto admiro.

Quando fiquei sabendo da graphic novel Lennon, automaticamente coloquei-a na minha lista de desejados. Então no ano passado o Grupo Autêntica colocou todo o seu catálogo em promoção e eu não pude perder essa chance, comprei Lennon e após lê-lo percebi que minha coleção ficou ainda mais rica com ele.

Reprodução: Biblioteca Pessoal

Leia também: Desconstruindo Una, de Una

Título: Lennon
Autores: Foenkinos, Corbeyran e Horne
Quantidade de páginas:
160
Editora Nemo
Gênero:
 Não-Ficção / Graphic Novel / Biografia
Ano: 2017
Skoob: Clique Aqui
Compre: Amazon | Editora Nemo
Minha classificação: ★★★★★ (5/5)

Quem foi John Lennon?

Ainda jovem, John Lennon tinha apenas dois desejos: montar uma banda de rock e, com isso, ser famoso. Mesmo com os percalços e tombos que a vida lhe dava desde pequeno, as constantes chacoalhadas e abandonos, Lennon seguiu forte em seu sonho e montou sua primeira banda, a The Quarry Men, seguida pela criação futuramente dos Beatles, a qual ele nem poderia imaginar que se tornaria a sensação do momento – e das décadas posteriores.

Entretanto Lennon foi muito mais do que apenas um Beatles. Com um caminho conturbado e com o vício em álcool e drogas o dominando, John Lennon teve que enfrentar muito mais do que os fãs poderiam sonhar naquele momento, pois mesmo cercado por milhares de pessoas, a solidão, a pressão e a fama conseguiam derrubá-lo em instantes. Isso antes de conhecer Yoko Ono, claro. O seu grande e verdadeiro amor.

Reprodução: Biblioteca Pessoal

Conheça John Lennon através dessa graphic novel

Através de uma conversa com sua terapeuta, saberemos tudo sobre John Lennon. E essa forma de contar a sua própria história foi uma ótima forma de transpassar os sentimentos conflitantes, os vícios, as vitórias e derrotas, e, acima de tudo, a humanidade falha – e muitas vezes odiosa – do artista.

Em Lennon o leitor tem contato desde o início até o fim da vida de Lennon. Com traços marcantes e uma arte em preto e branco, os autores da graphic novel nos dão de presente uma bela e completa homenagem.


Reprodução: Biblioteca Pessoal

Uma bela homenagem a história de John Lennon.

Com traços lindos e marcantes, os autores conseguiram transmitir toda a veracidade e importância da vida de Lennon, passando por cada momento difícil e que o moldaram. É tocante, revoltante e sufocante, pois, ao mesmo tempo que conhecemos as ações conturbadas de Lennon que são resultado de uma loucura desenfreada pelas drogas e uma fama sem controle, vemos que Lennon não é uma pessoa inocente, mas, sim, alguém tóxico e, muitas vezes, repugnante.

Por isso acho importante frisar que eu admiro muito o John Lennon como artista, porque não dá para negar a sua genialidade com a música – e até porque se não fosse ele nunca teríamos os Beatles. Mas isso em nada muda a pessoa que ele era, e me dói afirmar que ele não era a das melhores.

Como fã de Beatles, e do próprio John, eu já conhecia toda a sua história, porém em nada isso tirou a beleza da HQ para mim. Adorei cada parte, me emocionei em algumas e odiei o John em outras. Essa graphic novel faz com que nós, mesmo que já conheçamos tudo, tenhamos uma experiência diferente, mas maravilhosa.

Indico para os fãs e também para quem gostaria de conhecer melhor a vida desse ícone, amado e odiado por tantos. Lembrando que você não precisa conhecer previamente a vida de John Lennon para apreciar a leitura, pois ela por si só já irá lhe entregar tudo que você precisa saber.


💻 Me acompanhe nas redes sociais:
FanPage | Skoob | Instagram | Pinterest

Receba todas as nossas novidades:

1 thought on “Resenha: “Lennon” – Foenkinos, Corbeyran e Horne”

  1. Hello guys!

    Amei sua indicação de biografia. Nem imaginava que era fã dos Beatles. Lennon é o cara, e eu também já acompanhei muito a banda durante minha adolescência, deu até uma certa nostalgia e saudade de ouvir mais o som da banda.
    Bom sobre Lennon ser um viciado em drogas e bebida alcoólica, vejo que é algo natural da parte de todo roqueiro. O lema funciona muito quando se trata de Drogas, Sexo e Rock’N Roll.

    Até mais gata!
    https://karolinibarbara.blogspot.com/

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *