Literatura

Resenha: “Flor de Sangue” – Waldir L.Santos

Flor de Sangue é um livro que contém cenas fortes e descritivas, principalmente de tortura e assassinatos, deixando assim a história ainda mais gráfica. A escrita do autor é fluida e direta, fazendo com que as quase 400 páginas passem voando e agucem cada vez mais a curiosidade do leitor a cada capítulo.

Sendo, talvez, uma boa mescla dos filmes Velvet Buzzsaw e The Devil’s Candy, o livro traz personagens odiáveis e uma história de embrulhar o estômago, ao mesmo tempo que nos desperta para uma crítica social e nos faz abrir os olhos para aqueles que não vemos no dia a dia (ou ao menos fingimos não ver).

Leia também: Dragões do Crepúsculo do Outono, de Margaret Weis e Tracy Hickman

Título: Flor de Sangue
Autor: Waldir L.Santos
Quantidade de páginas: 390
Jambô Editora
Gênero:
 Ficção / Suspense e Mistério / Terror
Ano: 2019
Skoob: Clique Aqui
Compre: Amazon | Jambô Editora
Minha classificação: ★★★ (3/5)
* E-book cedido pela editora

O sangue tem a cor mais bela

Os irmãos Vand e Maga são o oposto um do outro. Maga é uma mulher que desde muito cedo carrega o mundo em suas costas e que sonha em ser médica para ajudar o sobrinho Will, cadeirante e filho de Vand. Ela é fria, impetuosa e objetiva, e toma decisões drásticas se convencendo de que tudo é pelo bem do sobrinho, mas a verdade é que ela é gananciosa e que fará tudo para ter uma vida com muito dinheiro e mordomias.

Já Vand, é um homem inocente que divide o seu dia em dois trabalhos: pela parte da manhã ele pinta paredes e à noite ele trabalha na padaria de Seu Nelson. Tudo isso para conseguir dar uma vida digna para seu filho e para a irmã.

A vida dos três se mostra promissora quando Vand acidentalmente descobre a tinta vermelha mais bonita, vibrante e hipnotizadora. Os meios para conseguir tal tinta não são dos mais inocentes, mas, caso consigam, essa pode ser apenas o pé de entrada para uma vida totalmente diferente da que eles levam. Mas as consequências valem a pena? E essa maldade que despertou dentro de Maga, ela sempre existiu ou o trauma e a necessidade a moldaram?

TW:cenas explícitas de estupro, então leiam com cuidado.


“(…) adorava passar parte do dia observando os corpos que eram doados para estudo na faculdade. Cortá-los era ainda mais excitante, e o bisturi lhe dava a sensação de poder por ela sempre desejada.”

Reprodução: Biblioteca Pessoal

Flor de Sangue traz personagens intragáveis e alguns problemas sangrentos em sua narrativa

Esse livro foi de 100 a 0 muito rápido para mim. Peguei esse livro pra me livrar de uma ressaca literária e fui fundo, sem nem ler a sinopse que eu não lembrava mais. E caramba, como o início me instigou! Eu fiquei super curiosa pra saber como as coisas iam se desenrolar e como os personagens iam encarar tais decisões tão drásticas e mortais.

Primeiro, a Maga é insuportável, mas não foi do tipo de personagem insuportável que amamos odiar. Eu não aguentava toda vez que ela abria a boca, e ela ser uma mulher extremamente bonita e sedutora só fez com que eu a odiasse mais. Toda hora tinha um homem para falar o quanto ela era bonita e g0stos4 e isso me irritava demais.

Ela era vista como um pedaço de carne, um símbolo sexual, e entendo que ela tenha usado isso para se beneficiar, porém não me convenceu. Eu gostaria de ter torcido pela Maga, mesmo isso sendo totalmente errado; eu queria ter me apegado mais a força da personagem e ter vibrado com ela. Queria ter me conectado mais ao seu lado selvagem, a sua vingança e ao seu desejo.

Outra coisa que também me decepcionou foram os diálogos que muitas vezes pareciam engessados, falsos, de uma maneira que ninguém falaria. Isso me tirou um pouco da história porque haviam falas que pareciam infantis, mesmo em momentos de pura tensão ou violência.

Provavelmente, o meu maior problema foi a expectativa porque eu realmente imaginei que iria amar o livro, ainda mais por ser tão explícito e tão cheio de sangue. Mas, para mim, foi monótono com um desfecho que eu não gostei. Contrapondo a isso, incrivelmente o autor teve uma maneira de conseguir me deixar vidrada e curiosa pela história, ou seja, eu não suportava os personagens, mas queria saber o que ia acontecer com eles.

Então, de qualquer forma, a leitura (e a raiva) valeu a pena, ainda mais por também me tirar da ressaca. Por isso, eu recomendo o livro, principalmente para quem já é habituado com cenas mais fortes e gosta de histórias que envolvem personagens intragáveis.


💻 Me acompanhe nas redes sociais:
FanPage | Skoob | Instagram | Pinterest


Faça sua compra na Amazon através do nosso link (clique aqui) e ajude o blog a manter-se ativo. Sem taxas ou inclusão de valores, você estará nos ajudando a continuar trazendo conteúdo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.